Especialista de Manejo de Casos de Malária (M/F)

PSI ANGOLA - Luanda, Luanda

Já só tem 17 dias para se candidatar

Contrato

Tipo contrato
A definir
Oferta aberta até
22/03/2019

Descrição

Cargo
Especialista de Manejo de Casos de Malária (M/F)
Número de vagas
1
Descrição da função
  • Fornece apoio para rever e desenvolver documentos estratégicos do PNCM, tais como planos estratégicos, avaliações de capacidade de necessidades, planos de trabalho, relatórios, diretrizes, manuais e SOP, apoiando o PNCM para desenvolver planos anuais de treinamento e supervisão e outros documentos, conforme necessário. Fornece assistência técnica para garantir que todos os padrões e SOP estejam em conformidade com as diretrizes mais recentes da OMS.
  • Orienta e apoia o pessoal do PNCM na revisão e análise de informação de monitorização e no desenvolvimento de planos de acção baseados em dados mensais.
  • Participa na supervisão das actividades provinciais e municipais com o objectivo de melhorar a prestação de serviços e a supervisão de apoio no manejo de casos de malaria (MCM) e malária na gravidez (TiP). Propõe estratégias que abordam as lacunas de prestação de serviços em MCM e MiP nos níveis de instalação nacional, provincial e municipal.
  • Trabalha com provedores de saúde, autoridades locais, membros da comunidade e membros da equipe do programa para identificar as necessidades de treinamento clínico e auxilia na concepção e implementação de medidas para atender a essas necessidades.
  • Apoia a equipa do PNCM para supervisionar e melhorar as intervenções do iCCM implementadas pelo programa de ADECOS, sob a liderança do FAS/MAT. Propõe soluções para alinhar melhor a visão do PNCM e do FAS para os ADECOS na malária. Orienta a equipe do PNCM na análise dos dados de monitoramento da prestação de serviços pelos ADECOS, com o objetivo de melhoria da qualidade.
  • Auxilia na coordenação de atividades de parceiros e partes interessadas, como treinamentos, supervisões, workshops e conferências. Auxilia na manutenção e melhoria de bancos de dados existentes e novos que monitoram a implementação de actividades de treinamento, bem como rastreamento de treinamentos em malária (incluindo laboratório).
  • Participa em pesquisas de campo e recolha de dados, análise e interpretação e assegura que informações precisas, completas e válidas sejam fornecidas à liderança do PNCM/DNSP para informar as suas orientações estratégicas em intervenções básicas e transversais da malária.
  • Coordena outras atividades relacionadas ao manejo de casos de malária, incluindo planificação e aquisição de suprimentos, serviços comunitários, comunicação para mudança de comportamento social, monitoramento e avaliação, recursos humanos para saúde e fortalecimento de sistemas de saúde.
  • Auxilia no desenvolvimento e submissão de resumos, artigos e apresentações a periódicos e conferências.
  • Elabora relatórios periódicos para o Coordenador do PNCM, para o PMI/USAID e para o Director Técnico da Malaria do SPT//HFA, incluindo os sucessos, desafios e lições aprendidas na implementação das actividades relacionadas com as áreas de sua especialização técnica. O desempenho do Especialista em MCM será avaliado em relação à eficácia com que ele/ela desempenha as funções primárias e após a conclusão dos objetivos de trabalho anuais estabelecidos com o PNCM/DNSP, PMI/USAID e SPT-HFA/PSI.

Requisitos

Titulação mínima
MBA / Mestrado
Experiência exigida
7 Anos
Nacionalidade
Angola
Línguas
Português, Inglês
Area funcional
Competências
Não definido
Aptidões necessárias
  • Mestrado em Saúde Pública, Saúde Internacional, Estudos de Desenvolvimento ou área similar. Treinamento ou estudos em malária e/ou administração de saúde pública são altamente desejados.
  • Experiência de trabalho anterior: são necessários pelo menos 5 a 7 anos de experiência progressivamente responsável na gestão de programas de saúde pública em nível médio-sênior. O conhecimento prático dos aspectos técnicos e programáticos da malária é necessário, com experiência em malária na gravidez e iCCM.
  • Experiência com planejamento, gerenciamento, monitoramento e avaliação de programas de saúde pública é necessária. Experiência substancial com análise de dados e elaboração de relatórios é preferida. A experiência anterior com Minsa (MOH) e doadores (USAID) ou outra agência internacional é preferida.
  • Proficiência linguística: excelentes habilidades de comunicação oral e escrita em língua portuguesa. Proficiência no nível de trabalho em inglês.
  • Competências e habilidades: capacidade de trabalhar de forma eficaz em uma equipe. A capacidade de estabelecer e manter relações com altos funcionários do ministério e liderança provincial e outros parceiros, incluindo habilidades de diplomacia e tato, é necessária.
  • Deve ser fortemente instruído em informática, especialmente com o software MSOffice e a Internet.
  • Conhecimento do sistema DHIS2 é uma vantagem. Esta é uma posição local: nenhum pacote de transferência e/ou subsídios internacionais estão disponíveis.

Empregador

Nome do empregador

PSI ANGOLA

Sobre a nossa empresa

A PSI é um Empregador de Oportunidades Iguais e encoraja candidaturas de indivíduos qualificados, independentemente de raça, religião, cor, sexo, idade, nacionalidade, deficiência, orientação sexual, estado civil, aparência pessoal, matrícula, afiliação política, status familiar ou responsabilidades reais ou percebidas, identidade ou expressão de gênero, gravidez, parto, condições médicas relacionadas ou amamentação, informação genética,
anistia, veterano, veterano com deficiência especial ou status de membro ou de emprego com Forças Armadas.

Não encontrou vagas do seu interesse?

Registe-se para ser informado quando tivermos vagas adequadas ao seu perfil.
Já tem uma conta? Iniciar sessão aqui