Marca pessoal para processos de recrutamento

Existe uma grande quantidade de informação sobre nós na Internet, tal facilita o trabalho aos recrutadores, já que assim podem ter informação que talvez não darias voluntariamente numa entrevista. É habitual começar um processo de recrutamento e ter a surpresa de que o recrutador tem muitos dados sobre a tua vida. Isto se deve a que te encontrou em redes sociais, blog, portais de informação…

Por esta razão é importantíssimo cuidar a informação que há sobre nós na rede. Não é muito dificil, só tens que seguir estes 6 conselhos. Esta é a forma na qual deves gerar tua marca pessoal.

Personal Branding Recrutamento

Personal Branding Recrutamento

Cria o teu lema pessoal

Já havíamos falado disto em outro artigo, e o teu lema pessoal deve estar presente a todos os aspectos profissionais de tua vida, incluído na Internet. Teu és o teu produto e deves saber como te vender. Cria uma frase que te defina à perfeição e põe nas redes sociais. Este lema cria uma imagem e personalidade aos olhos do recrutador.

Escolha uma foto profissional

Ainda que utilizes as redes sociais para estar em contacto com teus amigos e compartilhar as fotos do fim de semana, tenha em conta que há empresas de recrutamento que vão ver essa foto. Evita pôr como foto de perfil uma na que apareças com um copo na mão ou numa situação que não gostarias que te vissem.

Podes inclusive aproveitar a tua foto de Facebook para identificar com algum valor ou atitude. Por exemplo, podes pôr uma foto na qual apareças como membro de uma equipa desportiva, que dirá ao recrutador que estás acostumado a trabalhar em equipa e que vives a vida de uma forma sã e desportiva.

Sê coerente na imagem que queres dar

A coerência é fundamental. Deves dar uma imagem sólida e enviar uma mensagem clara com cada imagem e comentário. Dá-te a valer e põe-te na frente do resto de possíveis candidatos de um possível processo de recrutamento. Se além disso tiveres um bom perfil e imagem principal, estarás a fazer um trabalho perfeito.

Cuida dos comentários públicos

É possível que opines em blogs ou quando vês um vídeo de YouTube, etc. Pois atenção, porque essas coisas saem nas pesquisas e os recrutadores têm acesso a elas. A opinião é livre, mas tenha em conta dois úteis conselhos: cuida da ortografia e segue algumas normas básicas de educação.  Nada que não dite o sentido comum: ser respeitoso com as opiniões alheias, usar uma linguagem apropriada, etc.

Mostra o teu lado mais humano

É pressuposto que não és só um perfil profissional, és uma pessoa! E aos seleccionadores também interessa conhecer essa faceta para ver como poderias encaixar em sua organização. Uma foto sobre a tua última escapada ao campo no Instagram, um tweet sobre o livro que estás a ler… esse tipo de publicações sociais positivas, complementarão a ideia que ofereces sobre ti.

Cria conteúdos novos e de qualidade

Onde possas resumir a actualidade, expressar tuas opiniões, tratar com experientes e inclusive lhes convidar a participar. É uma excelente forma de criar laços profissionais com as pessoas de referência no teu sector, o tão renomado networking.

Ocorre-te algum outro conselho? Comenta e partilha!