É o teu curriculo um reflexo da tua pessoa?

Decides que é hora de fazer o teu Currículo, cada secção descrita fala da tua personalidade? Isto pode ser uma grande vantagem. Mas quando não suficientemente cuidada, também é um grande inconveniente. Um erro que assinale qualquer versão do Word, é um descuido que não será bem visto.

 

curriculo

 

Quem garante que não terás o mesmo descuido nas tuas tarefas? Tu sabes que não é bem assim, mas a única informação que têm os recrutadores sobre a tua personalidade é o teu currículo e a carta de apresentação.

Propomos que faça uma revisão do seu currículo antes de enviar ou imprimi-lo. Pode haver recrutadores que o acompanhem seguindo o formato físico, e isso também deve-se ter em conta. Agora presta atenção aos seguintes aspectos:

Dica 1. Imagem física

O curriculo é a primeira parte de si que aparece. A primeira impressão, que dizem ser a que conta. Que tipo de letra escolheu? É demasiado grande ou demasiado pequena? Pode-se seleccionar um tipo de letra com terminações como a Times New Roman ou uma sem terminações como a Arial. Em qualquer caso, não escolhas uma letra que seja muito original porque costuma dificultar a leitura. Deixe a originalidade para os títulos dos parágrafos. Podes atrever-te colorir, mas tenta que sejam duas tonalidades que combinem. Não empregues um montão de cores se não tens costume, é difícil que fique bem. Os espaços em alvo também determinam o aspecto do teu currículo. Há que conseguir que o documento “respire”, isto é, que não estejam todos os espaços cheios de texto.

Dica 2. Fotografia

É normal colocar foto em um currículo para Espanha. Se vais enviá-lo a outros países, informa-te se é habitual incluir uma foto de perfil. Por exemplo, num CV inglês não o é, e fica estranho. O primeiro e principal é actualizar a foto. Se co chamam para uma entrevista e não se parece em nada com a foto enviada não deixa de ser uma espécie de engano. Isso sim, faça várias fotos com diferentes tipos de pose para ter a oportunidade de selecionar o teu melhor perfil. É preferível que não faças um recorte de uma foto na que achas que tens saído muito bem, faça uma específica para o currículo. E não utiliizes a webcam do computador ou a câmara secundária do móvel. Pelo geral, deformam um pouco a imagem e não costumam ter a mesma qualidade.

Dica 3. Estrutura

Para dar uma sensação de ordem e limpeza é fundamental que a informação esteja bem hierarquizada. Há currículos ilegíveis que dão o aspecto contrário, porque todos os elementos têm a mesma importancia. Ao invés de separar os títulos das diferentes partes (experiência, formação, habilidades e concorrências…). É igualmente importante destacar as datas. Por último, quanto às empresas ou os centros de estudo, todos devem levar o mesmo estilo. A descrição do posto ou da formação pode ir num tamanho menor, mas há que certificar que se possa ler bem. Se tudo tiver um sentido, o recrutador perderá menos tempo na leitura e valorizará essa agilidade.

Dica 4. Palavras utilizadas

Convém empregar verbos de acção, como: implementar, criar, desenvolver, inovar e melhorar, entre outros. Dará a sensação de que se está diante de uma pessoa dinâmica e com vontade de se impôr. Trata de evitar palavras com conotações negativas. Por exemplo, se não dominas um aplicativo, o “nível baixo” pode ser substituído por “nível utente”. Não empregues palavras complexas se não tens o costume de o fazer, o tom ficará forçado. É preferível expressar-se numa linguagem simples e compreensível.

Nesta publicação damos-te mais conselhos para escrever o teu Curriculo. Como escreves o teu o Curriculum? Comenta e partilha!


Receba as últimas publicações e novidades da Jobartis

Nome
Email
Telefone