Dicas para elaborar um bom currículo

O curriculum vitae é um documento no que apresentamos da melhor forma possível todos os dados académicos e experiência profissional ao longo de nossa vida até o presente. Há que ter em conta que a informação tem que ser coerente, autêntica e especifica independentemente do emprego ao que estejamos a optar.

dicas cv

Dicas cv

A estrutura costuma ser : dados pessoais, formação, experiência, idiomas, informática e outros dados, todo isso em ordem cronológica inverso para que o empregador possa ver primeiro a informação mais actual.

Desta maneira o recrutador poderá fazer-se uma ideia geral do candidato ao ler seu currículum vitae. Se a informação que contribuímos no Curriculo se ajusta às capacidades necessárias para desempenhar o trabalho, o empregador chamará ao candidato para realizar a entrevista de emprego.

Existem numerosos tipos de curriculum vitae, e se deseja-lo, podes criar o teu com nosso gerador de Curriculum vitae, o qual realiza um desenho perfeito para que o imperador te seleccione para uma entrevista. Ademais, poder-to-ás descarregar ou plotar para poder utilizá-lo onde desejes.  De todas formas, neste texto te damos uma série de conselhos que ajudar-te-ão a que teu CV te consiga entrevistas de emprego em Angola.

Dados pessoais

  • Nome e apellidos
  • Data de nascimento
  • Direcção: Rua, número, andar, cidade, código postal
  • Telefone de contacto. (Tenta estar sempre disponível)
  • Direcção de correio electrónico. (Tem que ser formal. Evita VÃO graciosos ou malsonantes)

Formação académica

Neste apartado há que listar a formação académica começando pelos últimos estudos, isto é, por ordem cronológica inverso. Desta maneira, o empleador vê rapidamente em teu curriculum vitae o último em que te formaste, o que tens mais recente. A ordem será o seguinte: Título obtido, centro, cidade e data de início e fim. Convém estar em posse de todos os títulos ou resguardos provisórios mencionados e realizar cópias deles já que deverás os levar contigo a uma possível entrevista posterior. É preferível ter isto preparado de antemão por se te surgisse uma entrevista de emprego imprevista.

Formação complementar

Aqui há que mencionar todos os cursos regrados ou não que tens realizado ao longo de tua vida. Há que evitar incluir formação que nada tem que ver com o posto ao que se quer optar ou com a empresa à que te diriges.  É conveniente listá-lo em ordem cronológica inverso ainda que isto não é primordial. Também se pode ordenar por ordem de relevância. Expressa-se na mesma ordem que a formação académica mas se pode incluir outros dados de interesse como quem deu essa conferência e a duração exacta do curso.

É importante ter provas de ter assistido a esta formação complementar. Bem com um diploma oficial ou de assistência ou um certificado de colaboração, etc.

Idiomas

Indicar os idiomas que conheces e em que grau. É importantíssimo não mentir neste apartado já que pára segundo que posto de trabalho é possível que realizem a entrevista em inglês ou no idioma que tens já que dominas.

Informática

Neste apartado há que listar todos os conhecimentos informáticos com ou sem titulación. Também há que assinalar o nível aproximado.

Dados de interesse

Aqui há que incluir outros aspectos que podem interessar ao empleador como se se possui carnet de conduzir, veículo próprio, disponibilidade para viajar, etc. (Não é adequado indicar se se têm filhos e o estado civil)

Dicas

  • Utilizar duas caras máximo, não utilizando ambas caras senão que melhor duas folios por uma cara. Evidentemente que os folios não estejam arrugados nem manchados.
  • Realizá-lo a computador com letra singela e em negro. Se quer-se usar cor para remarcar algum título ou palavra, que não seja em cor vermelha. Tentem não fazer faltas de ortografia, usem o corrector ortográfico de Word.
  • Acrescentar foto de cara. Se é plotada a computador que a imagem seja de boa qualidade. No passado se grapaba a foto de carnet ao CV mas esta prática está completamente defasada.
  • Toda a informação que contribuas deve ser detalhada. Se algum título ou experiência trabalhista não tem muita relação com o posto ao que optamos é melhor não o incluir.
  • No te olvides de enviar también una carta de presentación para darse a conocer y exponer que somos aptos para el puesto.
  • Sempre é aconselhável que uma pessoa objectiva nos revise o Curriculum vitae para que nos saque críticas construtivas.