4 formas de evitar a carta de demissão

Distrações no trabalho tendem a baixar a produtividade de forma alarmante, e os nossos chefes apercebem-se. Se não queres receber a carta de demissão e perder o teu emprego deves evitar as principais fontes de distracção.

Carta de despedimento

Carta de despedimento

Trabalhas para finalizar as tuas tarefas diárias, derrepente um dos teus colegas pergunta se te pode ocupar por alguns segundos. Nesse momento sabes que não é boa ideia parar para resolver os problemas de teu colega já que tu tens os teus próprios. Mesmo assim, visto que és uma pessoa que trata de ajudar sempre aos demais, acabas por deixar de lado o teu trabalho e acabas fazendo o de outros. Finalmente, vê-se que a razão da tua fraca eficiência tem sido a tua falta de segurança, há que aprender a dizer “não”.

Todos temos distracções no trabalho, mas há que saber evitar certas situações se não queremos que seja prejudicada a nossa reputação e que sejamos despedidos. Por isso, damos à si uma série de conselhos que ajudar-lhe-ão a converter-se em dono de seu próprio tempo.

Analisa as interrupções

É praticamente impossível que teus colegas não te interrompam, mas podes mudar o teu comportamento diante destas interrupções. Evidentemente se dizer “não” fosse tão singelo já o estarias a fazer. É difícil mudar de comportamento, para que te sintas mais singelo precisas de algum incentivo. Para isso calcula o tempo que perdes. Conta o número de interrupções que tens num dia qualquer e o tempo que perdes em cada uma dessas interrupções. Se percebesses que terias 4 horas extra por semana para ser mais produtivo, quão motivado te sentias? Tendo em conta que o teu chefe sabe que desperdiças muito tempo ao longo da semana, se queres evitar a carta de despedimento, recupere esse tempo perdido à  sério.

Aprende a dizer “Não”

Por muito difícil que seja ter que dizer “Não”, há ocasiaões que é necessário o fazer, há que aprender à dizê-lo. Em vez de dizer a um colega que estás ocupado, o que pode soar egoísta, di-lo que adoravas ajudar dentro de momentos, quando quando acabares a tarefa que executas. A ideia é conseguir dois objectivos. Por um lado ter o teu tempo disponível para ti e por outro lado não parecer um mau colega de trabalho. Tenha em conta que não estás a dizer simplesmente “Não”, estás a dizer “agora não”. É muito provável que teu colega consiga resolver o problema de outro modo sem ter que contar contigo, pelo que o teu tempo estará completamente a salvo dessa distracção.

Se quem te pede tempo é o teu chefe, simplesmente lembra-lhe que estás a realizar uma tarefa importante para ele, e que parar supõe atrasar essa tarefa. Pergunta-lhe quanto tempo ocupar-te-á ajudar nesse momento e se a ele compensa que mudes de tarefa. Não é habitual que teu chefe não esteja consciente do trabalho que estás a fazer nesse momento e é verdade que o normal é que se te distrai com outra tarefa é porque a nova tarefa seja mais importante importante.

Cuida tuas tarefas prioritárias e o tempo que empregas nelas

É essencial ter tempo para essas pequenas tarefas prioritárias que te fazem avançar no trabalho. Deves ter claro se a tarefa que estás a fazer é prioritária ou não. Se sabes identificar essas tarefas serás capaz de ser mais firme na hora de dizer “não”. O erro mais habitual é subestimar o tempo que vai levar realizar uma tarefa concreta. Quanto mais preciso fores a estimar este tempo melhor poderás calcular o tempo que vais precisar para realizar tarefas completas. A gestão do tempo é uma capacidade que seguramente evita a carta de despedimento.

Adquira rotina

Leva tempo adquirir certas rotinas. A melhor maneira de adquirir hábitos novos é dedicar a eles um tempo específico a cada semana. A recomendação é escrever os conselhos num papel que tenhas a mão e ir a ele a cada vez que te sintas tentado a cair em alguma das distracções comuns. Muitos dos empresários bem sucedidos utilizam este truque. Marcar objectivos no calendário também contribui para poder alcançar os objectivos semanais, assim evitarás o estresse associado aos atrasos e distracções.

Por outro lado, trata de criar blocos de tarefas. É muito comum o pensamento de que realizar várias tarefas ao mesmo tempo é mais produtivo, mas na realidade disperdiça-se grande parte do tempo nisto. Por exemplo, pode especificar determinados momentos do dia a responder E-mails. Desta forma evitarás olhar constantemente o correio electrónico por ter chegado alguma mensagem nova.

Tem algum outro conselho para não perder tanto tempo durante o dia que faça com que evitemos receber a carta de despedimento? Comenta e compartilha!


Receba as últimas publicações e novidades da Jobartis

Nome
Email
Telefone