12 Dicas para um Curriculo Perfeito

Quando estás a procura de emprego, ter um Curriculum vitae bem feito é básico. Isto marcará a diferença entre ser chamado ou não para uma entrevista de emprego. É o principal documento na procura de emprego e a melhor forma que temos para nos vender. Mas não existe um Curriculum vitae único, há diferentes formas que variarão segundo o sector e o cargo ao que optes.

Desde Jobartis aconselhamos-te que utilizes nosso gerador de Curriculos, já que te oferece um desenho impecável, válido para a maioria de empregos e com a possibilidade de ser descarregado, impresso ou importado à tua conta de Jobartis. Também, é um dos poucos CVs do mercado que podem ser elaborados directamente desde o telemóvel! Mas neste texto vamos centrar-nos em dar-te 12 conselhos para que teu Curriculum vitae seja perfeito e te ajude para valer a encontrar um bom emprego em Angola.

1. Clareza e desenho do Curriculo

Há que ter em conta que o empregador só vai empregar uns 20 segundos para valorizar a tua candidatura. Portanto é essencial que seja um desenho vistoso e de fácil leitura, o que significa que o documento deve ser limpo, ordenado, breve e muito esquematizado.

2. Não mintas no teu Curriculum

Estamos muito acostumados a que a gente exagere sua experiência ou capacidades no Curriculum vitae. Está bem nos dar valor, mas isso não significa dizer que sabes fazer coisas que na verdade não sabes. O empregador notá-lo-á. No apartado de dados pessoais deve aparecer nossa idade actualizada.

3. Sempre contactável

É imprescindível que apareça sempre um número de contacto. Deve ser o teu e deve estar actualizado. Não vale o número de um amigo ou familiar. Se estás a procura de emprego, esteja sempre atente aos telefonemas, e se vês que tens um telefonema de um número desconhecido devolve o telefonema, pode ser a chamada da que estavas a espera.

Curriculum Vitae

12 Dicas para Curriculum Vitae

4. Faz um Curriculum vitae 2.0

Hoje em dia todos os recrutadores têm um correio electrónico, pode ser a melhor maneira de estar em contacto com eles. Por isso,  tu também deves ter um endereço de correio electrónico e a acrescentá-la como informação de contacto no teu Curriculum vitae. Ademais, tem teu curriculo em formato digital (word, pdf…) e manda-o por correio electrónico às empresas nas que tenhas interesse em trabalhar.

5. Mostra primeiro as exigências do posto de trabalho

O primeiro que deve aparecer no teu CV é toda a informação de teu perfil que coincida com as exigências da oferta de trabalho. Deves modificar teu Curriculo para cada oferta de emprego, adaptando-o para que coincida o máximo possível com o perfil que procura o empregador. É chato, mas queres conseguir um emprego ou não?

6. Ser específico

Tão prejudicial resulta esconder aspectos beneficiosos como dar mais dados dos imprescindíveis, ou não relacionados com o posto de trabalho nem com o perfil profissional. Pensem que o responsável por RRHH seguramente utilizará essa informação em vossa contra, por muito que achemos que nos completam como trabalhador.

7. Acrescenta uma foto

Há muita gente que não crê necessário acrescentar uma foto ao Curriculum vitae, mas é verdadeiro que há muitos empregadores que descartam directamente os curriculos sem foto. Se finalmente pomos foto devemos cuidar que esta seja a adequada. Não coloquemos uma foto na que apareçam mais pessoas, ou na que estejamos numa situação pouco séria. A foto, quanto mais séria e básica, melhor. Devemos aparecer de frente, com boa presença, e com fundo branco sem paisagem. Ah! Melhor com um sorriso…

8. Expõe tuas capacidades profissionais

Um curriculo actual deve incluir as habilidades e competências profissionais. Aqui explicaremos em dois ou três linhas do que somos capazes profissionalmente, nossas expectativas e objectivos, bem como os sucessos profissionais.

9. Realça e esquematiza a tua formação

Ordena os cursos e estudos que tens por categorias e apresenta primeiro os que mais podem interessar ao empregador do posto ao que te estás a apresentar. Não faças que o recrutador tenha que se tomar a moléstia de procurar o curso que precisa entre todos os que tem. Põe-lho fácil.

10. Experiência Profissional

Este apartado deve ter a descrição do posto e as tarefas realizadas. Especifica as datas durante as quais ocupaste cada posição. É fundamental detalhar nossas concorrências e nível de responsabilidade em cada posição de trabalho.

11. Mantem a ordem cronológica

Nada pior para um recrutador que ver um CV desordenado cronologicamente. Coloca as diversas experiências e formações por ordem cronológico. Um erro muito grave é saltar de um ano para outro e depois voltar para atrás. Significará a desqualificação automática do processo de recrutamento.

12. Adapta o teu Curriculum vitae

Não entregues um mesmo modelo de currículo para todas as ofertas de trabalho. Não se trata de eliminar dados, nem de mentir, senão de modelar teu cv ao tipo de perfil profissional que exige a oferta de emprego à que optas, enfatizando e realçando as concorrências solicitadas bem como eliminando as que não são significativas nem relevantes.

Por isso, devemos ter mais de um modelo de currículum segundo a nossa experiência académica e/ou profissional e escolher o mais adequado segundo o tipo de oferta de trabalho.

Que outros conselhos dar-nos-ias? Comenta e compartilha!