Director Técnico

Fechado

Contrato

Tipo contrato
A definir
Oferta aberta até
29/02/2016

Empregador

Localização

Cidade

Luanda

País

Angola

Província

Luanda

Descrição

Cargo
Director Técnico
Número de vagas
1
Descrição da função

O ICAP em Angola esta a trabalhar em coordenação com o Ministério de Saúde de Angola de modo a apoiar a implementação de serviços focados na família na área de Cuidado e Tratamento do VIH e activitidades colaborativas TB/VIH. Pretende recrutar por nosso intermédio um Director Técnico.

Reportando ao Representante do ICAP em Angola, o Director Técnico é responsável pela direção estratégica e o desempenho geral da equipe técnica no apoio aos aspectos clínicos, de formação e de investigação das actividades do ICAP nas áreas de prevenção do HIV, cuidados e tratamento do HIV pediátrico e em adultos, as actividades colaborativas TB/HIV, e outros programas de Saúde Pública. O Director Técnico lidera uma equipe técnica de clínicos e pessoal de investigação, e representa o ICAP em grupos de trabalho técnicos e outros fóruns com representantes do Governo da Angola e dos doadores.

Requisitos

Titulação mínima
Doutoramento / PhD
Experiência exigida
8 Anos
Nacionalidade
Angola, Brasil, Portugal
Línguas
Português, Inglés
Area funcional
Competências
Medicina
Aptidões necessárias

•MD e Doutorado em Saúde Pública (MPH), pesquisa (MSc) ou nas áreas relacionadas
•Mínimo de oito (8) anos de experiência progressiva no desenvolvimento de programas de Saúde Pública, implementação, monitoria e avaliação de projectos em ambientes de recursos limitados;
•Mínimo de oito (5) anos de experiência de saúde pública a nível sênior em HIV/SIDA ou programação relacionada de saúde pública.
•Experiência de trabalho com programas internacionais de assistência de saúde financiados pelo governo dos EUA.
•Experiência comprovada na planificação, gestão e monitoria de programas de saúde e desenvolvimento, projectos e orçamentos, em ambientes operacionais complexos.
•Mínimo de oito (5) anos de experiência directa de supervisão de profissionais técnicos.
•Conhecimento activo das regras e dos regulamentos relacionados com as subvenções concedidas pelo governo dos EUA e das organizações multilaterais internacionais (por exemplo, GFATM e o Sistema das Nações Unidas).
•Experiência comprovada de capacidade de trabalhar de forma independente com uma supervisão mínima, bem como em um ambiente de equipe
•Fluência em Inglês.

Não encontras uma vaga adaptada as tuas necessidades?

Regista-te e te avisaremos de forma gratuita quando aparecerem vagas adaptadas ao teu perfil.
Já tem uma conta?
Iniciar sessão aqui